O rabo dos Stones

Essa coisa orkut e as pessoas que reaparecem através dela depois de 20 anos dizendo estamos velhos, agora toda conversa gira em torno do passado, o que me deixa curioso com relação a mim mesmo.
Se for para ficar velho, quero ficar velho como um menino de 65 anos, um Mick Jagger e não como velhos parceiros de folguedos juvenis que parece que se entregaram à varanda e pantufas no frescor dos 40.
Qualquer quarentão do século 21 é um pirralho perto dos quarentões de quando éramos pirralhos no século 20. E juro, eu já tava de olho no Mick Jagger como um lance futuro desde a adolescência tipo quando ficar velho quero ficar assim.
Mas a galera toda taí com filhos, casas, tevês plasma imensas no cartão, carros e boas dicas de queijos e vinhos, o que me deixa satisfeito e feliz de saber que todo mundo, mesmo aquele piradão mostrador de bunda na Avenida Paulista, curte seu aburguesamento sem culpa. Inclusive eu. Mas alguns, eu diria até mesmo os mais bundudos, estão tão insatisfeitos com suas conquistas e vivências que parece que viverá a partir de agora amargurando um tempo que passou e evidentemente, não voltará jamais.
Não, my bro, ninguém aqui quer ir bater cabeça num porão ao som dos Ramones ou arrancar uma placa de trânsito para pendurar como um troféu no quarto, nem tampouco pegar o carro, encher de malucos e descer para o litoral chutando o pau da barraca, a garrafa vazia e baganas.
Mas o que me vem e vejo é essa imensa tristeza de estar vivo aos quarenta e não perceber que é tão pouco perto dos trezentos que ainda quero viver. Não posso, mas sonho.
Espero que leiam isso e aproveitem para deitar a cabeça grisalhando no travesseiro para acordar bem melhor amanhã. Isso não é sinal da minha insanidade dando tantas dicas de otimismo. Não posso e nunca serei otimista com uma bomba atômica no Irã e outra na Coréia do Norte - aliás, aqui do lado - salsichas em lata transmitindo escorbuto, soja transgênica ou todo litoral sul paulista inviável para banhistas. Não é da minha natureza e visão atráves dos meus óculos ser otimista.
Mas velho e triste, ora senhores, por favor. Velho e triste é o seu rabo na Avenida Paulista.

Nenhum comentário: