Robert Johnson


Ele só gravou 29 músicas. Diz a lenda que a partitura da canção #30 está com o capeta porque Johnson fez um pacto para ser um exímio guitarrista de blues.
O filme A Encruzilhada (Crossroads, 1986) com Ralph Macchio, conta a história da trigésima canção de Robert Johnson. Mesmo sendo com o Karate Kid, o filme é duca. No final, o guitarrista do inferno (Steve Vai) desafia o garoto para um duelo de virtuoses. O som de ambos os instrumentos é do próprio Vai. Algumas pessoas dizem que quem faz o som da guitarra do Macchio é o Ry Cooder, ledo engano, o estilo é outro, claro e nítido.
Mas não é isso.
Há alguns anos os EUA lançaram um selo comemorativo com essa cara do Robert Johnson. Só que sem o cigarro por causa da onda de politicagem correta.
Imagina, o cara que moldou toda a música ocidental no início do século XX só tem 3 ou 4 fotos. Os ianques resolvem homenageá-lo e adulteram a imagem só porque ele fuma?
E o careta tá apagado, observem.
Não, isso não é uma apologia ao cigarro e nem recaída de ex-fumante. É só pra lembrar que ele não morreu de câncer, mas foi envenenado com estricnina numa dose de bourbon.
É blues pra caray!

Um comentário:

Faerum disse...

Opa, blog novo!
AAmnhã, quando sair do jejum e tiver acordado, passo e leio mais! :D
Abraços, Punk