Clara Crocodilo

Clara Crocodilo fugiu, Clara Crocodilo escapuliu!
Vê se tem vergonha na cara e ajuda Clara, seu canalha!
Olha o holofote no olho, sorte, você não passa de um repolho!

Onde andará Clara Crocodilo, onde andará?
Será que ela está roubando algum super-mercado?
Será que ela está assassinando alguma velhinha indefesa?
Será que ela está atrás da porta do seu quarto,
aguardando o momento oportuno
para assassiná-lo com seus entes queridos?
Ou será que ela está adormecida em sua mente,
esperando a ocasião propícia para despertar e descer
até seu coração, ouvinte hipócrita,
semelhante meu, meu irmão.

(Arrigo Barnabé e Banda Sabor de Veneno)