Tá de zueira, zuô

- É, zuô. Pirulito que bate bate e a gente engolindo essa onda midiática sobre as eleições ianques. Tudo é Obama ou Hillary. Meu travesseiro vai acabar sendo. Na tv as horas passam entre listras e estrelas azuis, brancas e vermelhas. O mundo aguarda o negão ou a patroa. O negão tem cara de ser gente boa, a patroa é corna, the great corna desde Jackeline Kennedy. Só que enquanto Jackie tinha charme (tinha?), essa tem cérebro (tem?).
Acho que vai dar a patroa. Eles não vão eleger um negão, eles não. Mas chega. Até ficar chamando o Bovino George de Bovino George me encheu. Eles estarão presentes num canto da sua tv digital, sempre. Eles querem o mundo, a via láctea, o buraco negro, a cauda do cometa. Eles só não querem te deixar em paz.

- Cartões de crédito para funcionários públicos do primeiro escalão.
Vou repetir:
Cartões de crédito para funcionários públicos do primeiro escalão.
Ora, vá afundar o país do vizinho, senhor Molusco.
O PAM já declarou em outra ocasião que a diferença entre crustáceos e moluscos está na bunda. Crustáceos têm a bunda dura, feito lagosta. Os moluscos têm bunda mole, feito polvo e lula. Ou o povo e... é isso.

- Na verdade, ao retornar ao Brasil depois de 10 anos, percebi que muita coisa tinha melhorado, inclusive o que havia de pior. Temos por característica sermos bons na ruindade.

- O Kfouri alertou: A cada pesquisa, a percentagem de gente que não gosta de futebol é maior que a soma das duas maiores torcidas (Timão e Flamengo). Nem isso, Jeová?

Nenhum comentário: