Não corra, papai

A Lei Seca tem dado resultados satisfatórios. Sempre dá. Ponto para nossos legisladores.
Aqui no Japão ela é muito mais rigorosa e atenta aos detalhes do pós-acidente alcoolizado. Imagine que Sr X bebeu, chapou e ligou o carro. Saiu do boteco dirigindo, atropelou Y e o matou. O Sr X tá fudido, o dono do boteco que serviu o Sr X tá fudido e a mulher do Sr X tá fudido. No tsunami da cachaça não tem sussurro, só gritaria de deus-me-livre.
O Sr X vai preso esperar julgamento, inafiançável. O dono do boteco teria que chamar o serviço de taxi para bebados que funciona assim, chega um taxi com duas pessoas, uma delas vai pegar o carro do chapado e dirigir para ele que vai no taxi. Há um pequeno acréscimo pelo serviço extra. Como o dono não chamou o taxi, vai pagar uma multa altíssima e o boteco fica fechado até ele pagar. Se for reincidente, perde o alvará.
O julgamento do Sr X será mera casualidade, só pra cumprir tabela. Ele já é culpado e vai puxar uma cana braba. Como ele matou Y que tinha família pra sustentar, o Sr X pagará algo equivalente a 1000 dólares mensais para a família de Y. Mas como ele está no xilindró, a dívida passa para a família dele, a esposa. E é vitalício, foréva.
Se o Sr X chapar o côco e só for pego em flagrante pela polícia, paga uma multa de 2500 dólares, puxa 3 meses de cana inafiançável e perde a carteira de motorista por 1 ano. Se for reincidente, multa de 5 mil dólares, 6 meses de multa e 3 anos sem carteira. Se for pego pela terceira vez, 1 ano e meio de cana, 10 mil dólares de multa e carteira never more.
É interessante citar que até os anos 70 o trânsito japonês era caótico e só foi resolvido com leis severas, melhor seleção e testes rigorosos para novos motoristas.
Antigamente as pessoas fumavam em salas de cinema. Depois vieram as placas de proibição e hoje não há mais placas, as pessoas simplesmente não fumam. Isso é conscientização, isso é um passo para a anarquia - não confundir com o caos.

Um comentário:

Kenia Mello disse...

Tem que ser mesmo, Nei, a coisa aqui no trânsito está assustadora, aliás, no Brasil varonil como um todo está fueda, amigo...
Vortei do exílio. :)