Dom Michael Corleone

Antes

Depois

"O Poderoso Chefão" restaurado ganha duas sessões na Mostra de SP

Recentemente, a trilogia "O Poderoso Chefão", de Francis Coppola, com Al Pacino protagonizando os três segmentos da saga, passou por uma extensa restauração, que incluiu até correções de cor e exposição na magnífica fotografia de Gordon Willis. O resultado pode ser visto na caixa "O Poderoso Chefão - The Coppola Restoration", com um disco recheado de extras que explicam todo o processo pelo qual os três filmes passaram.E agora também poderá ser visto na 32ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, que vai exibir uma cópia em película restaurada do primeiro filme. O público paulistano será privilegiado: serão duas sessões, uma a mais do que no Festival do Rio. A sala escolhida, a princípio, será o Cinesesc, na rua Augusta, zona oeste da cidade. As datas ainda serão definidas. No entanto, a organização aponta para os primeiros dias da programação."O Poderoso Chefão" não só elevou Francis Coppola à categoria de mestre. A saga impulsinou as carreiras dos principais artistas envolvidos na sua realização. E transformou para sempre o gênero do filme de gângster, criando um culto em torno de tudo que girava em torno da máfia ítalo-americana e da família Corleone. Mas não é só isso. Coppola dá uma aula de narração clássica como jamais se viu depois na história do cinema americano. De todos os filmes de sua carreira, este é um dos que exige a tela grande.

Um comentário:

Kenia Mello disse...

Amo a trilogia! E época já houve em que eu era viciada em livros/filmes sobre máfia. Depois enveredei pelo cangaço e passei um bom tempo lendo tudo quw achava sobre Lampião. Adouro vida bandida. :P
Beijo e bom sono.