Insone II

A insonia ja e' uma perna, nao tem como arranca-la, viver sem as excursoes ao banheiro pela madrugada, o copo d'agua, a conferida na Tata, na porta de entrada, na garagem, nos carros.

E a ciencia empirica, senhores.
Ela esta la, naquele voo silencioso e flutuante, um colibri da sacarose.

Mosquinha de banana tambem nao dorme!

Da infancia me lembro que as formigas em Peruibe dormiam. Eram umas sauvas vermelhas que atravessavam o terreno em frente e brilhavam quietas forradas de orvalho matinal. Bastava cutucar uma, so uma e a fila toda andava constrangida dessa estranha greve beiramar .

Chefes, o que sao essas esquisitices anti-darwin?

Fio, acredite, essa gente toda envolvida em planos mirabolantes para salvar empresas e dizer que sao seus amigos, na verdade sao as sauvas vermelhas do seu jardim. Cuidado, na hierarquia do mundo onde Tom Jobim, Emily Dickinson e Joan Miro estao proximos do topo, chefes nao constam. Nem cozinheiros de raspa-burguesia.

5:10 e friozim.

Nenhum comentário: