Cao come cao

Hamamatsu e' a cidade que tem a maior concentracao de brasileiros, somos quase 30 mil, o que ja e' uma cidade dentro de outra. Aqui tem lojas, supermercados, locadoras, escolas, saloes de beleza, advogados, dentistas, despachantes, auto-escolas, nightclubs, cartomantes, evangelicos, catolicos, tudo escrito e falado em portugues.
A grande maioria trabalha pracaray, mas tem gente na cadeia por trafico, assassinato, roubo, furto, latrocinio, crime passional, embriaguez ao volante, atropelamento e fuga, briga. Tem adolescente mae solteira, pai solteiro, divorciados, casados, expulsos, expulsas, heteros, bis e homos. Tem empresario, tem honesto, desonesto, humilde e fanfarrao. Tem padre, pastor, cachaceiro, junkie e pai-de-santo. Jogador de futebol, skatista, volei, basquete, golfe, truco e bilhar. Tem punk, metaleiro, fashion, clubber, emo, gotico, surdo e mudo. Tem gente com aids, cancer, esquizofrenia, bipolarizacao, mitomania, anemia e hernia de disco.
E tem gente morando na rua. Nao e' de hoje, nem do ano passado, isso ocorre ha muitos anos. Tem gente que diz que e' sem-vergonhice porque tem emprego e as empresas alugam apartamentos, quitinetes, dao condicoes dignas para o funcionario, se assim ele quiser. Tem gente que diz que e' opcao, que a pessoa prefere viver assim, sem compromisso, sem luxo, sem lenco, sem documento. Outros dizem que e' o uso continuo de drogas pesadas, o crystal, a heroina, lsd, ecstasy e a pessoa perde o contato com a realidade. Pode ser tudo isso e pode ser nada.
O cruzamento de dados entre o crime e os mendigos brasileiros aponta para um numero infimo, ou seja, os sem-teto brasileiros preferem viver de caridade das ongs e igrejas a roubar.
Hoje fui ver minha papelada de renovacao de visto e em menos de 10 minutos vi dois grupos diferentes de pessoas comprando passagens para o Brasil, so ida.
A crise mundial afetou muitas industrias que servem 'a Honda, Toyota, Mitsubishi, Nissan e Suzuki. Muita gente vai perder o emprego, se ja nao perdeu. Cao come cao.
O gerente da agencia de viagens que cuida da minha papelada de visto disse que o numero de passagens aumenta nessa epoca do ano por causa das festas, mas que nesse ano a coisa transbordou, a grande maioria das passagens sao so de ida e o numero de desistencias diminuiu. Me parece que todas as mazelas de uma carestia e desemprego ja soam nos alarmes da comunidade brasileira na cidade. E' melhor tocar o sino e nao e' para a missa do Galo.

Nenhum comentário: