Mirdia

Faz um mes que nao assisto nada da tv brasileira. Nada. Isso me torna menos brasileiro.
A sensacao de ser menos brasileiro nao e' melhor ou pior, e' diferente e nao incomoda.

Ja deixei de frequentar uma loja de produtos brasileiros por causa desse dialogo entre eu e o gerente, num papo informal:
- Para mim o Brasil esta virando uma realidade cada vez mais distante - eu.
- Entao porque voce compra a Veja? - ele.
Nunca mais entrei na pocilga ufanista.
E olha que a Veja com eles e' dois dolares mais cara, uns 250 yenes.

Odeio patriotas de todas as formas e cores. Patriotas de olimpiadas sao os piores. Os de Copa do Mundo, bem, eu me odeio em Copas do Mundo.

Eu nao sei a opiniao das sobrancelhas do William Bonner. Isso me redime da culpa da quase unanimidade nacional.
Tem a Patricia Poeta nos domingos e aquele bundao descomunal. Nao, o bundao nao e' o Zeca.

Nao, nao tem outras emissoras de tv. Tem?

Nem os Jeovas batem mais na minha porta. Virei um crustaceo com olho magico e uma garrafa de Cointreau.

Inverno, cafe preto + Cointreau e o meu amor: Que se dane o verao.

5 comentários:

Gustavo disse...

verão é infernal.
é o que a gente paga por ser humano.


me sinto bem brasileiro, mesmo aqui no brasil.

agora, patriota e nacionalista nunca. nunca.

Kenia Mello disse...

Eu já tomei um porre de Cointreau puro, você acredita? Blergh!
Beijos.

Kenia Mello disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nei Ken iti Schimada disse...

acredito. eu tbm.

Pan Box disse...

TV. Tira Vida.
Melhor ficar sem ela mesmo.