Aquiles - Ultimo Trem (4 de 5)

Aquiles nao apareceu para trabalhar por dois dias. Disseram que era uma virose, algo assim.
Na quarta-feira chegou contente, confiante, bem diferente do corno da semana passada. Na hora do "almoco da noite", me chamou de canto e comecou a falar:
- Na segunda de manha catei a bicicleta e fui la na fabrica do cara. Entrei la dentro, bro. Invadi mesmo. O cara gelou quando me viu, tentou disfarcar. Fui direto nele. Disse pra ele ir na minha casa naquela noite porque a gente precisava trocar uma ideia, civilizadamente. E pra ele levar a mulher.
O cara foi e levou a mulher e estacionou na vaga de sempre.
- Chegaram, sentamos os quatro na cozinha. Mano, parecia dupla de buraco, ta ligado? Eu de frente pra ele, elas, frente-a-frente. A Corna da mulher dele nao estava entendendo nada. Eu virei e disse "voce sabia que o seu marido esta comendo a minha mulher?" Sabe o que ela disse? "Ja to acostumada, ele me traiu no dia do nosso casamento".
Aquilo parecia ficcao.
- Falei pra eles sairem da minha casa. So disse que ele tava me devendo e que eu ia cobrar. No dia seguinte ele me ligou pedindo desculpas e disse que nao tinha ido trabalhar porque apanhou de vassoura da mulher. Eu ouvia a Corna gritando no fundo: "Pede desculpa, filho da puta! Pede desculpa!" E' mole? O cara apanhou da Corna! Marquei com ele pra gente conversar. Disse que era hora da cobranca.

Um comentário:

Kenia Mello disse...

Ih, acho que vai virar uma confraria... Hehehe
Beijos.