E agora, José?


Desde que eu era um comunistinha cheio de razões nos anos 80, o José é uma unanimidade. Quando ele era Presidente da República teve o ônibus presidencial apedrejado por causa de um plano econômico furado, Funaro e Cruzado, primeiro saíram às ruas os "Fiscais do Sarney" - o apoiando - e depois os "Fora Sarney!".

Tinha uma turma "Fora, Sarney!", assim com vírgula, o que é a mesma coisa, mas não é igual.

Foi uma época tão podre para o Brasil que não havia celulose suficiente para imprimir livros e capas de discos. Também não havia vinil para os discos. Eu sei disso porque desde sempre amo discos e livros e nessa época também queria uma casa no campo.

Em 2007, a blogueira Alcinéia Cavalcante teve seu blog cassado por causa do senador José. A alegação do digníssimo senador era que a blogueira era uma terrorista. A blogosfera caiu de pau e divulgou esse desenho acima feito num muro em Macapá.

Foi simples, Alcinéia mudou seu blog e idéias para um domínio em águas internacionais sem o .br e José dançou. Aliás, onde andará Alcinéia? Ela está aqui.

O senador Cristovão Buarque pediu que ele se afastasse do cargo de Presidente do Senado. Poucos dias depois o senador Pedro Simon pede a mesma coisa.

Como eu disse, José é uma unanimidade.

Conhecendo a história do meu país, não acredito que ele saia pelos próprios pés.

Alguém se lembra da história do senador Renan? Quase ninguém. Deu até Playboy.

Não quero começar nenhuma campanha na blogosfera. Já devem ter começado. Mas o desenho tá ai, é só colar.

2 comentários:

Alcinéa Cavalcante disse...

Mais do que nunca eu digo "Xô Sarney".

SÃO PAULO URGENTE disse...

E agora José? Barriga cheia e dinheiro no bolso...