A Mosca

O ato mais enérgico do atual governante democrata ianque foi matar uma mosca num tapa. Só vi acontecer isso no Karate Kid e com hashií.

Um olhar, o timing e a testosterona fazendo a mosca sofrer o impacto de 8 gravidades à velocidade de mach 2,5 em 10 centímetros de distância, ou seja, a 2,5 vezes a velocidade do som.

Nada mais americano, pelo menos da metade do século passado para cá.

Ser o UM é uma condição sine qua non à existência de um indivíduo ianque. Por isso eles inventaram os números binários, ou você é UM ou ZERO.

Matar a mosca como quem escolhe um cachorro para as filhas é UM. Fazer isso ao vivo, sem o Spielberg ensinando com fica melhor, é UM+.
É como se fosse um UM acompanhado de medalhas e salva de tiros.

Observe, há um jornalista com bloco de notas com as perguntas prontas para o homem mais poderoso do sistema solar. Há câmeras, o staff da emissora, muitas pessoas e o homem mais poderoso em oito planetas e meio (Plutão é meio) com seus asseclas com Armanis e fardados.
Sob tal tensão, o democrata mata a mosca.

O que ele fará com Gaza, Irã, Iraque, Coréia e Guantánamo sob outras tensões?

De quantos UNS é feito o mapa-múndi?

6 comentários:

artesmenores disse...

No futuro, nada disso de racismo vai fazer sentido. Aí o Obama vai ser conhecido como o primeiro presidente mata-moscas

Abel disse...

Essa coisa de atravessar a vida dando conta do que fazem ou deixam de fazer os uns do mapa mundi (o um do futebol, o um do cinema, o um da música, o um da política, o um da grana, o um não sei de quê), deve ser pra fazer doer ainda mais a minha condição de zero à esquerda.

josue mendonca disse...

a história dessa mosca ainda tem muito a revelar......

TARCIO VIU ASSIM disse...

Eu tenho plena certeza que faria/faço tudo que o Obama faz muito melhor que ele. Menos matar mosca assim! Como ele consegue? Nem com mata-mosca elétrico made-in-china desses que vendam aqui nas lojas de "importados" eu consigo!

TARCIO VIU ASSIM disse...

Tá. Acho que é um texto político desses cheios de malícia/veneno à moda de Nei... e eu cismado com a arte de exterminar moscas...

LuMa disse...

Ah Nei, acho que ele humanizou a morte do mosquito com um simples tapa, por que se fosse Bush, este já teria mandado um míssil em Afeganistão pra matar uma mosca que pousou numa sopa saudita.