O Caminho da Próstata

Ontem descobri que o exame de próstata não precisa ser mais invasivo.

Depois dos quarenta, decidi fazer o exame de toque e adiava mais que casamento arranjado.
Até anteontem eu estava à procura de um urologista anão de mãos minúsculas, dedinhos microscópios para realizar o mal, o péssimo necessário.

Descobri que um urologista anão ficaria milionário.

Mas ontem a notícia me fez sorrir como se o antecipassem o Natal. Agora, basta uma agulhada, algodãozinho, sangue no potinho e resultado dali uma semana.

Não me venham com essa de que é puro machismo. Mas é machismo - e dos puros.
Não sou machista na medida de não lavar a louça, tomar cachaça no gargalo e bater em todo mundo. Já me disseram que tenho que pensar que é tão invasivo quanto um dentista. Como eu disse, é um péssimo necessário.

Meu modernismo, nesse específico caso, não passa de 1922.
Como diz o ditado, quem tem, tem medo.

5 comentários:

AMARela Cavalcanti disse...

Seria bom se todos os homens seguissem seu exemplo. O câncer é realmente uma doença muito triste. A mesma coisa são as mulheres, todas deveriam fazer o autoexame e o papa nicolau.

Anônimo disse...

Meu caro, o toque é necessário sim, mesmo após o PSA.

Punksauro Nei disse...

Não, não é.

Dani (ela) disse...

olha, convenci o meu pai, que é brabo e cafonão e tudo o mais sobre antigo e tals.

dizem que é muito mais completo com o toque.

vê aí.

;)

TARCIO VIU ASSIM disse...

Também estou na idade de fazer e me disseram que por enquanto, nesta idade, basta o exame de sangue.
-
É bom saber, tira um pouco da aflição. Mesmo pra quem é gay, dedo no cu em certas situações/ocasiões é phoda!
-