100年のこどく é em japones


Não estou com o meu 100 Anos por aqui, mas é o top 1 na minha vida. Gabo sabe mais da vida que deus. E sabe mais da morte que o demo.

Jesus esteve de volta no século XX e se chama Gabriel Garcia Márquez, colombiano, comunista, ateu e feio, ninguém percebeu porque suas parábolas melhoraram muito.


Heaven, céu, éden, paraiso, tenkoku, mudaram de nome, chamam-se Macondo e seu profeta é um Buendía.

Nada, nada nada do que esta na lista da Veja dos últimos 20 anos supera a primeira pagina de 100 Anos. NADA. A descrição do gelo, do pelotão de fuzilamento e das mãos de Melquíades (las manos de corrión) são maiores que toda a literatura do pós yuppies.
O resto é humano.

3 comentários:

Kenia Mello disse...

Aí me bate uma desesperança medonha quando alguém, muito jovem ou muito imbecil, especialmente, diz que não gosta de GGM. É o fuzilamento sumário de todo nosso latino-americano imaginário...
Beijos.

josue mendonca disse...

bem, minha opnião sobre Gabo vc´já conhece. e faço de suas palavras as minhas

abraço

LuMa disse...

Por sinal, o que é 'aquilo', digo, a lista dos mais vendidos da Veja? O mercado editorial funciona como o mercado da moda. Lançou, TEM que comprar, ou vc está 'out'. Mas o que me faz refletir é essa onda (ainda) dos livros de auto-ajuda de autores americanos! É doutrinação do 'american way of life' adaptado a uma realidade das bananas.