Fab Four em 999


No dia nove de setembro desse ano (999), lançaram toda a discografia dos Beatles com nova remasterização.

Todo mundo tem seu beatle predileto, eu não. Juntos, eram uma perfeita unidade, separados, todos foram artistas medíocres. Uma ou outra canção, para não ser injusto.

Eu prefiro ter um álbum predileto que é o REVOLVER. Se falam que o neolítico do punk esta em Link Wray ou Lou Reed ou Stooges ou MC5, ok, perfeito. Mas o macaco primal dessa deliciosa porcaria é este disco.

O álbum REVOLVER remasterizado superou a minha expectativa de fã. Já era um petardo em 1966. Detalhes sonoros foram encontrados e peneirados pelos alquimistas da mixagem. Em alguns casos, acredito que a digitalização não superou o original em vinil. Há vários discos de jazz que são melhores no diamante da vitrola, tipo o BIG FUN, de Miles Davis.

Mas os quatro garotos idosos - vivos e mortos - de Liverpool mereciam essa homenagem sonora. Nós também.

E é bom dizer que pago por décadas de sarro e exclusão sacaneando o cara. Depois de rigorosa audição de vários álbuns remasterizados, digo que o Ringo Starr é um bom baterista. Mea culpa, somente mea culpa.

Um comentário:

Barbara disse...

Siiiiiim também é meu álbum preferido :)