Invento japonês simula virgindade feminina para muçulmanas

No mundo muçulmano, os homens continuam a exigir que as mulheres sejam virgens antes do casamento. Para resolver a situação delas e de outras com exigência semelhantes, um invento japonês que simula a virgindade pode ser uma boa oportunidade, diz o jornal espanhol "El Pais".
O site da empresa chinesa Gigimo, que comercializa o "Hímen de Virgindade Artificial", diz que "com este produto, você pode ter sua primeira noite de volta a qualquer hora".
Colocado na vagina ao menos 20 minutos antes da relação, vai soltar um líquido - totalmente seguro, afirmam - semelhante ao sangue, o suficiente para manchar o lençol de vermelho. Material que pode depois ser exibido pelo marido como suposta prova da virgindade da esposa até então.
"Acrescente alguns gemidos e você não será descoberta", conclui.
Vários teólogos e imãs no Egito já se mobilizaram para tentar proibir o kit da Gigimo, que é vendido por US$ 29,50. Mas por enquanto não tiveram sucesso.
Abdel-Moati Bayoumi, do Centro de Pesquisas Islâmicas, emitiu uma fátua (decreto religioso muçulmano) que condena os importadores porque "expandem o vício e incentivam as jovens a manter relações ilícitas, ao saber que podem 'recuperar' sua virgindade.

Deu na Folha Online

2 comentários:

Kenia Mello disse...

Um cabaço por US$ 29,50. Este mundo está perdido... :)
Beijos.

SÃO PAULO URGENTE disse...

Aqui tem a tal da pomadinha que o camelo vende com um sorriso malicioso na cara...Lembra? La em frente ao S. Bento tem uns tantntos vendendo...ABS