Caos e Progresso


Já tentei administrar a minha semana estabelecendo dias e horários para aproveitar melhor todos recursos possíveis, como um quadro curricular, uma agenda.
Recurso é o que eu chamo de estudar e isso implica basicamente em ler e escrever.
O que eu queria era ler sempre as mesmas coisas nas segundas, não ler nada nas terças e assim por diante. Idem a escrita, seja um texto, um Los Day by Day ou a peça de teatro que parece que nunca vai sair da vigésima e eterna página.
A ordem mudaria muita coisa e não quero mudar nada, quanto mais muita coisa. Caminho no caos. Eu sei disso porque jamais escreveria isso aqui numa quinta-feira. Também não posso dizer isso. Só posso dizer que o que escrevo é fruto do momento e ele abrange o passado. O passado é o que move a idéia, mesmo as futuristas.
Nada mais antigo que um vidente prevendo o futuro.
E já me basta o fato de acordar todos os dias sob a ordem militar do despertador e seguir rumo cotidianamente, da simplicidade de sair da cama e assumir um lugar em pé na sociedade.
A sociedade admira quem passa muito tempo em pé. Mesmo que for sentado.
A sociedade se ordena em nomes, posições, quarteirões, marcas, velocidades, pesos. Todos estão em algum lugar ou catálogo. Mesmo que este computador contenha pastas e o próprio blog contenha arquivos que se alinham cronologicamente, acima de tudo – e abaixo – impera o caos e sua deliciosa satisfação aleatória.
Um dos motivos de continuar escrevendo é justamente tentar continuamente estabelecer a tal ordem, mesmo que seja interna e imaginária.
Três da tarde, sábado e eu estou com sono. Nada me impede. A ordem me impediria.
Então, a gente se vê depois que eu acordar.

2 comentários:

LuMa disse...

Acho que tamos na mesma sintonia :)

Sendo autônoma, estabelecí uma disciplina para as coisas. Sobretudo nestes tempos de crise, que sobram muito tempo e menos emoções. Sabe aquela coisa de comer, mesmo sem fome, apenas porque é hora do almoço? Sem falar de insônia, e ficar sentada como zombie na frente do pc até chegar o sono? Estou só metaforizando, cê entendeu tudo :)

josue mendonca disse...

sentimos necessidade da ordem...embora não signifique que a ordem seja nossa melhor amiga, principalmente que há outras necessidades como as de criar e transgredir.
ótimo texto
abraço