A turma da camisa negra

Quando um governo democrático tem a cara e encarna seu líder, a democracia balança.
Quando um governo toma um murro na cara e começa a estapear o povo e doer na cara da Constituição, a democracia treme.
Quando todas as caras que estão ao redor espelham e te fazem enxergar torquemadas, goebbels, fleurys e pinochets, a democracia perdeu a cara e a coragem.

Já estive lá e é um dos paises mais belos do mundo, os homens, as mulheres, as coisas, os lugares. Bons vinhos, excelentes queijos, carnes, massas dadivosas e celestiais, museus, construções, historia, escritores, artistas, futebol.
O melhor da Itália ainda esta por vir.

2 comentários:

LuMa disse...

Nei, obrigada pelo espaço. Valeu mesmo.

Os camisas negras estão invadindo os únicos espaços democráticos que restaram, os blogs e sites sociais. Alguém dizer num fórum frase como "Tartaglia for president!" virou sinônimo de incitação à violência, coisa de outro mundo. Mas o que me deixou boquiaberta é que um jornal 'sutilmente' pró-Berlusconi publicou artigos sobre conteúdos que se encontram no Facebook - o site mais frequentado pelo país. No artigo, denunciavam a tal incitação à violência dando nome aos bois. Digo, citava nomes de perfis e vários foruns e seus respectivos criadores. Ora, publicar nomes de foruns seria até aceitável - já que supõe ser um espaço público - mas publicar nomes de perfis individuais é invasão à privacidade, coisa que não creio possa acontecer em outras democracias. Já pensou se amanhã, a Folha decide publicar meu nome contando em rede o que escrevo dentro do meu espaço no Facebook ou no Orkut? A coisa já chegou ao limite, Nei, nunca ví isso. Tô de saída, caso contrário, teria um mundo aquí pra escrever. Beijos!

TARCIO VIU ASSIM disse...

Como diria Catarro Verde: Pau no cu do Berlusconi