Quimicas e peles


Alkaseltzer na veia pra borbulharem pelo ceu outonal.
Sol inteiro de chapa cegante meio dia meia hora e nunca mais nada tera significado.
Mais alkaseltzer, agora com kolynos.
Kolynos pode ser uma ilha de prazeres proibidos no litoral grego.
Pode ser um homem grego proibido no litoral grego.
Mas kolynos e' so halito de manha, depois das refeicoes, antes do sexo.

Lobotomia para nunca mais ter tpm, ela disse.
Nem aqui, nem na China, disse o cientista.
Entao me aguente nas proximas horas.
Vou para Kolynos, lady, com escala em Shanghai. Bye.

Nakazawa pai do pai e o filho

O Nakazawa ia todo final de semana na praia de Araibenten lancar a isca para pescar kissu e suzukis, sazonais. Ainda vai.
Mais que um hobbie, um vicio, fixacao, dependencia fisica quimica matematica. Na hora do almoco na fabrica, fazia fileiras de anzois para ir no domingo jogar no mar. E sempre me convidava, eu dizia que ia e nunca ia. Um dia fui.
Nesse dia ele me contou que o pai era pescador profissional, de sair em baleeiro por meses, coisa de norte da Russia, Alaska, sul da Australia, dependendo da vez. E toda vez que o pai ia, ficava devendo uma batidinha de bola pro filho, que pra japones significa arremessar uma bola de beisebol um pro outro pra agarrar na luvona de couro. Assim como a gente chuta na parede do quintal para aprender futebol, eles jogam um pro outro. Mas o pai dele ficava devendo e por isso, pela profissao e pelos anos em altomar, Nakazawa nunca aprendeu a jogar beisebol.
Em escola japonesa, voce faz parte de clubes ou times. Clube disso daquilo, time de badminton, de esqui, de judo, de salto com vara. Ele fazia parte do clube de caligrafia o que nao e' simplesmente escrever com letra de diploma, mas escrever kanjis de forma correta, ritualistica, japonesa, xintoista pracaray. Isso porque nao sabia jogar beisebol. Mas sabe tudo na teoria, assiste tudo na tv. Como no Brasil, tem as rodadas televisionadas durante a semana.
Comecou a pescar desde crianca, tipo imitando o pai. E nunca mais largou. Hoje o pai nao suporta pescar.
Ele tem la seus sessentinha e esta aposentado. Agora o velho Nakazawa ensina o neto Nakazawa a jogar beisebol, um arremessando pro outro enquanto o Nakazawa do meio pesca suas horas de tranquilidade sem pensar em home runs, strikes ou base.

Feliz aniversario, minha terra

Viaduto Santa Efigenia - Nei Schimada - 2006

O Gladstone e eu somos dois paulistanos que sempre tivemos um sonho em comum que e' nos tornarmos gigantes. Nao no sentido da fama e grana, dos carroes e ocios, mas no sentido de grandeza fisica, godzilica, ultramanica, jurassica. Os carroes e ocios podem vir, mas nao sao sonhos tao sonhos.
A gente quer sem grande pra poder abracar Sao Paulo todinha de uma so vez. Acalentar do Grajau a Itaquera a mesma cancao de mae & pai para acalmar rebento em crise, choro, lagrimas.
Sao Paulo e' uma cidade chorona. Reclamona. Ranzinza. Tem seus motivos. Mas tem, sob esse manto quatrocentista de crescimento desvairado, amores e locais cheios de graca incomparavel.
Por exemplo, os colibris da Praca da Luz, ao lado do Museu da Lingua Portuguesa, so sao interessantes porque la estao. Para entender isso, e' preciso saber onde esta a Praca da Luz.
A Praca da Luz esta localizada na Avenida Tiradentes, via de acesso a Zona Norte, a Marginal do Tiete, Rodoviaria, Via Dutra, Castelo Branco, Anhanguera, Fernao Dias e Trabalhadores. Enquanto o Rodoanel nao ficar pronto, e' por ai que passam todos os caminhoes que vao do interior paulista ao litoral, da lavoura ao cais do porto. Por isso, a Praca da Luz ter colibris so pode ser sacramentado e louvado em Sao Paulo.
E na Praca da Luz tem a Pinacoteca do Estado, cujo acervo e' maravilhoso.
Pois bem, o Gladstone e sua esposa Flaviana montaram um blog de gigantes. Eles querem abracar a cidade e mostrar o quanto a amam. E eu torco pelo sucesso da empreitada e faco ciranda nesse abraco bandeirante.
CLICAQUI e cai la na ciranda do blog deles.

O Torquemada do quarteirao

Confesse o medo da dor. E' um bom comeco para uma relacao catacumbea.
O medo de tudo exterior adicionado aos gritos do porvir sao a mais perfeita confissao. Agradeca por colaborar com a verdade.
Nao diga preto, judeu, baiano, paraiba, pobre, japa, china, coreia, brega, boy, burgues, patricia, mauricio, metido, metida, rato, manquinho, ceguinho, branco, amarelo, eslavo, argentino, crente, jeova, homem do gas.
Se disser, nao sorria nem antes, nem depois. Tampouco exagere no odio.

Se Torquemada tocar sua campainha, nao abra, finja o silencio, coloque o celular no vibrador e suma para os fundos. Se a sua empregada o fizer, exagere no odio aos dois e demita-a nao aqui na porta do elevador, mas la na portaria, em publico.

(Do livro "Dicas Para Sobreviver Sob Pressao Politicamente Correta", Julio di Agosto - 2001)

Quem ressuscita sempre aparece

A Leela, ressuscitada, me indicou para mais esse selinho.
Blogueira desde sempre, ela tinha dado uma sumida. Mas voltou a mil.
Já teve curiosidade de ver sua caricatura?

1- Exiba a imagem do selo “Olha Que Blog Maneiro” Que vc acabou de ganhar!!!
2- Poste o link do blog que te indicou.(muito importante!!!)
3- Indique 10 blogs de sua preferência.
4- Avise seus indicados.
5- Publique as regras.
6- Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras.
7- Envie sua foto ou de um(a) amigo(a) para olhaquemaneiro@gmail.com juntamente com os 10 links dos blogs indicados para vericação. Caso os blogs tenham repassado o selo e as regras corretamente, dentro de alguns dias você receberá 1 caricatura em P&B."

Os indicados são:

Polly

Capiteo

AteQuasePerto

TudoAoMeuRedor

SoulParsifal

EuAchoQueFoiAssim

DaniEla

Baru

Minotauro

Tarcio

Obrigado, Lee.

Sobre a reforma ortografica

Entendo perfeitamente qualquer escritor portugues de dois seculos para ca, sem traducao para as plagas narrativas do lado novo do Atlantico. Nunca, por tamanha ignorancia ou tato, li um timorlestense ou um caboverdiano em poesia, prosa ou historia em quadrinhos. Nem publicidade. Quando ouco - raras - cancoes d'Angola, prefiro o ritmo, poucos, ao texto.
A maioria dos povos acima citados, pouco se leem e muito se ouvem. Ja estive com um angolano e entendi muito pouco do que ele queria me dizer, alegre, gesticulador e insuficiente. Por isso, nao sei se o entenderia melhor se escrevessemos igual as palavras com sons e significados diferentes.
E se espanhois de Iberia e America sao iguais, nao me atina em nada. Sei que pendejo em Lima e' safado e em Assuncion e' moleque. Nem em Lima ou Assuncion sabem da milonga de Buenos Aires. O idioma e' seu, nao dos donos de editoras ou enrugados de academias.

O politicamente correto e' a idade media do mundo pos-placa de memoria. Cuidado com o Torquemada do seu quarteirao, ele pode estar te lendo!

Dor na cachola

Meu cranio pulsa ribombando pelas tropas napoleonicas aos pes das piramides de Gize.
Marca o ritmo da marcha monotona sonolenta tosca de Caxias e seus macaquitos pelos Chacos arrebalde Assuncion.
Uiva na tempestade de areia e cria rusgas eternas com a maciez do travesseiro.
Impressiona-me saber que esse e' o ritmo do meu coracao.

Carro ecologico

Tem o Toyota Prius que ate 40 km/h so usa a bateria eletrica, depois, comeca a usar gasolina. Tem gente que abastece a cada tres meses. Tem abatimento no IPVA japones, mas o preco, ui. Alem do comprador ser obrigado a ficar sete anos com o carro.
Tem um modelo da Honda a ser lancado em 2009 que e' de hidrogenio.
Tem os flex brasileiros, invejados no resto do mundo.
Agora, nessa foto a Nissan inovou. Voce carrega sua propria floresta tropical, sem culpa, nem Chico Mendes. Quem sabe um Chico ou um Mendes de carona.

E o Nissan Skyline e' beberrao. Vixi.

Tempo

O filme boom de Quentin Tarantino, PULP FICTION, foi lancado em 1994.
Pra mim ele e' tao bom, atual e insuperavel que parece que foi ontem.

Claro, tem gente que gosta de cinema e nao assistiu.

Fico pensando de que planeta essa gente e'.

Crise

Aqui no Japao, o cotidiano da crise e' um saco: diminuicao de pedidos e de entrega, consequentemente de servico e evidentemente, corte no staff.
De um lado, os cortaveis entrincheirados atirando pedras e blasfemias aos poderosos executores. De outro, os carrascos executores, sem fleuma, arrogantes, com o olhar de agradecam-por-ainda-estarem-aqui.
Eu, enfiado em minha rasa trincheira, espero o tiro misericordioso que me faca respirar, ainda que morto, porem, liberto dessa saraivada de balas inuteis entre capitalistas podres e socialistas de ocasiao.
Ate esse dia, bato meu cartao e engulo o pao amargo da hipocrisia mutua.

HOMENAGENS TOTAIS


O Chuck? do Marmota Atomica disse que esse blog tem um sabor especial.
E deveras, a dificuldade maior e' indicar outros tantos, cinco, acho.
As regras foram feitas para serem cumpridas. Entao, que seja.
Faltaram outros quatro, acho. Grito teu nome na proxima indicacao, que tal?
Tem o Manual do Laerte que perai, e' covardia, meu chapa.
E' por essas e outras que a gente vai blogando um universinho ate alcancar o teu e tudo se compreender e big bang a cada leitura.
Besos a todos!

New rich

Voce gosta de novo-rico? Eu nao.
Agora imagina o cara sair fudido e meio do Brasil, chegar no Japao e montar uma empresa, ter a palavra presidente embaixo do nome num cartao pessoal, um carrao e meia duzia de puxa-saco.
Depois querem respeito e se acham a "lideranca" da comunidade brasileira no Japao.
Nao, eu nao tenho inveja do espirito empreendedor, da empresa, do cartao, do carro, dos puxa-sacos.
O que me admira e' perceber que realmente o dinheiro nao compra tudo, nem educacao, nem etica.
Nem professores de uma coisa e outra.
Educacao e etica, sr. presidente, nao te ensinam, mas aprende-se.

Dominio publico

A raiva e' essa velha inimiga que te alimenta porque te acompanha desde o berco e, acompanhada da fome de peito e/ou mamadeira, te faz gritar gritar gritar ate chorar.
A raiva carece de explicacao. Gira ao redor e bamboleia seus efeitos colaterais: insonia, pavor, panico, medo, solidao, uivos, bruxismo, diarreia, colica, refluxos, palpitacoes e gols contra.
Tambem e' hereditaria, dos pais pros filhos e viceversa no diva.
A raiva e' estatisticamente acintosa em causa e efeito nas segundas-feiras de manha.
Nao, domingo a noite e' desgosto e frustracao.
Durante a semana (e metaforicamente, a vida) a raiva vai sendo controlada ate chegar na sexta-feira a noite e tudo ser esquecido como deve ser.
A raiva e' a alvorada de todas as revolucoes, motins e desterros.

A minha raiva escondo no plexo frontal, e' onde sinto todos os elogios para as maes alheias bater e escorrer por dentro do cranio, ricocheteando, espatifando, explodindo em mil pedacos e tudo dentro de mim, cambada de f.

Onde nasceu o rock'n'roll

Diz a lenda que Howlin' Wolf detestava Muddy Waters que detestava Howlin' Wolf e Willie Dixon tirava proveito disso levando uma cancao para Muddy gravar dizendo que Wolf a adorara.
Muddy gravava na hora. Diz a lenda que Hoochie Coochie Man foi assim.
Entao foi assim que nasceu o rock'n'roll e o blues e o hip hop e o soul e o grunge e o heavy metal e os Rolling Stones e eu e voce.
O filme conta a historia da Chess Records, a gravadora onde Chuck Berry gravou seu primeiro single.
Diz a lenda.

A porra da porta e a minha cara

Tem uma porta automatica que eu passo todos os dias, trocentas vezes. Tem sensor de seguranca. Ela desce ao inves de ser das horizontais e na base dela tem uma barra de ferro.
Eu estava meio de costas falando com quem saiu e fui entrando e o sensor resolveu nao sensar e ws2/;*::# cataplof, dei de cara com a barra de ferro, a porta descendo e eu indo.
Ws2/;*::# cataplof cai duro com a porrada na cara. Deu uma sangradinha.
So escutei uma voz longe dizendo Nei voce ta bem? Aproximando Nei voce ta bem? Nitida Nei voce ta bem?
Me levaram no PS pra tirar um raio xis da cara, pois nao nasci Volverine.
Quebrou um tequinho, coisa de milimetros e agora ta doendo, parece que e' por causa do frio congelante que resolveu cair hoje.

E' fato que ja estou de nariz diferente em 2009.
Que nada mais mude em 2010.

Fotos que eu gosto de bater

Praia de Miho - Shimizu City, 70 km ao norte daqui de casa.
La, imponente, majestoso, o maior e mais belo de todos deuses xintoistas, o Fuji San.

Hits Musicais desde 1890

Clica caqui e escolhe o mes, depois o dia e depois o ano e voce tera o hit musical do dia, segundo pesquisa em dados da Billboard, de Josh Hosler, o criador do site.
O banco de dados abrange apenas os EUA.

Quando voce chegar la, vera a foto do Josh e do Lionel Ritchie, ex-Commodores. Nao se preocupe, cada qual com seu cada qual.

Botei um link permanente ali do lado, embaixo, no
Terapias Ocupacionais para Efemeros.

No dia 6 de julho de 1965, dia eu, o hit era
(I Can't Get No) Satisfaction, dos Rolling Stones.
Profetico.

Povos e povas de minha Hamamatsu...

Ontem, enquanto eu conferia umas pecas saidas da pintura:

- Senor Schimada, que es zapaton? - perguntou a peruana Irma.
- Son las mujeres que gustam de otras mujeres - arranhei mi portunol.
- Por dios, son lesbianas?
- Sin duda.
(Pausa)
- Pero Irma, quien te ensenou eso?
- Kim, el chino - rindo.
- Y quien ensenou el chino?
- Una brasilena sapaton, por supuesto.
(Pausa)
- Entonces, Senor Schimada, los zapatitos son maricones?
- Todavia no.

The Tangerine Dream is over

Jimmy - Jones - Plant - Bonham

A maior banda de rock de todos os tempos, o
LED ZEPPELIN ,
nao vai mais arrumar outro vocalista,
gravar album novo e sair em turne.
2009 comecou meia pataca.

Sexta-feira


Amanha e' a primeira sexta-feira util do ano.
Hoje ja tem um sabor diferente.

Sabado nao vou trabalhar,
a vida e' o milkshake da Mia Wallace
em Pulp Fiction
e eu sou Vincent Vega.

pedras X obuses

Caem predios e retratos de mamae e filhim.

roupas no varal, sangue no Alcorao
Mingau de aveia nao passa,
nada passara'.

solidos liquidos gasosos
animal minerar vegetar

pedras X obuses X commodities X beijos de lingua

O caos na varanda
entre as sombras
onde nao ha luz.

O Oriente Medio ejacula petroleo
e se alimenta de polvora
'a mancheia.

(No afrodisiaco dos eunucos frigidos
ha faixa de brasa).

Petardos

Ontem assisti "Nossa Vida Sem Grace", com John Cusack.
Ja tinha uma admiracao fudida pelo ator, mas depois desse filme que nao e' daqueles tipo "Alta Fidelidade" ou "Quero Ser John Malcovich", vi o quanto ele e' um puta ator mesmo, um dos melhores do mundo, definitivamente.

Ontem assisti "Nossa Vida Sem Grace" e achei que a locadora estava tirando sarro de mim.

Hamamatsu anuncia medidas para apoiar desempregados

Publicado em 29/12/2008 11:57:14
A prefeitura fará pesquisa na comunidade e vai instalar telefone de emergência
Shizuoka, Hamamatsu - ipcdigital.com

Com o grande número de brasileiros desempregados, a cidade de Hamamatsu elaborou três medidas de emergência para apoiar esses trabalhadores. Uma delas foi posta em prática: a criação de um balcão para receber inscrições de pessoas desempregadas para os apartamentos públicos. A segunda medida é uma pesquisa na comunidade estrangeira, para fazer um levantamento sobre a situação de emprego e assistência por parte das empresas contratantes. A partir dos dados serão elaboradas medidas para melhorar as condições de trabalho dos estrangeiros.
A terceira medida é a instalação de um telefone de emergência para atender consultas de estrangeiros desempregados ou em dificuldades. Advogados e especialistas de várias áreas estarão atendendo de 9 a 16 de janeiro, das 10h às 19h. O atendimento, nesse período, será pelo free-dial: 0120-920-832.

Saiu na IPC DIGITAL

Dando baile em Freud

I
Tem gente que sonha aleatoriamente. Eu tambem. Tem gente que dirige o sonho como um filme - eu tambem.
Tem uma tecnica, e essa e' pessoal, selfmesmo. Nao tem nada de rosacruciano, kardecista, Aleister Crowley, Madame Blavatsky, Padre Quevedo, Houdini. Nada disso.
Sabe aquela hora do sono que o Peter Pan adora, quase vivo, quase morto? Pois e', neste momento voce decide qual o roteiro dessa noite. Pronto. Tem que treinar, nao acontece de primeira. Depois, mesmo as coisas absurdas de sonho como voos, medos, mortes, situacoes atemporais, voce controla, resolve acordar ou mudar de roteiro, ritmo. E' isso e so isso.

II
Nessa noite resolvi sonhar com o mar, praia. Achei bom comecar com uma caminhada em direcao a agua, caminhando e afundando, como se descesse uma escada invisivel para o fundo. Nao consegui. Veio aquela ideia pre-concebida que sonhar com agua representa a liberdade a buscar e inserida, que como a vida classe media e' recheada de grilhoes estofados, eu jamais conseguiria conceber a ideia de flutuar caminhando.
Tentei de novo, nada. O racional impedia.
Entao tive uma ideia. Na mesma imagem, no mesmo sonho, dei meia volta e comecei a sair da agua. Quando estava bem seco na praia, senti o vento e voei.
Mandei um fuck you pra Freud na praia e sayonara, psicanalise.

Tic tac, dear

Mas ja e' dia dois?
Desembestado feito manada de gnu
atravessando rio cheio de crocodilo no
Discovery Channel Wild Life Animal,
o tempo invade colchoes, simpatias e
vermelhos amarelos e azuis. Blitzkrieg bop.

O tempo come a gente
pela cabeca e pelo rabo,
- tarado.

Contos romanticos de NYC

Se voce pega a mesma historia, personagens, atores, direcao, produtora, staff e faz o filme em outra cidade, Sao Francisco, Tokyo ou Sao Paulo, nao rola.
Essas historias de idas e vindas, piadas urbanas, cosmopolitas, capitulos separados por estacoes do ano - e consequentemente o humor que cada uma carrega - so podem acontecer em Nova Iorque.
P.S. I Love You e' so mais uma historia, nem maior, pior, melhor ou menor que outras.
Mas vale a pena assistir.

PS. Eu sei que eu to meladao, piegas e inconsequente com uma dica dessas, mas punk tambem e' paixao, punk tambem e' chuva de verao.