Sem-teto brasileiro morre em praça pública de Nagoya

O corpo do brasileiro Flávio Sugawara foi encontrado no parque do conjunto residencial Kyuban Danchi de Nagoya (Aichi), na noite de quinta-feira (4).
Segundo informações dos moradores do prédio ele tinha entre 55 e 60 anos de idade e vivia há pelo menos cinco como homeless. “Era uma pessoa instruída e muito inteligente embora vivesse como sem-teto”, afirma o amigo Carlos Hasegawa, 51.
De acordo com ele, Flávio se comunicava muito bem em japonês e fazia traduções para os conhecidos. “Nunca negou ajuda pra ninguém. Foi uma pena que perdeu a luta contra o alcoolismo”, completa.

Deu na IPC Digital

Um comentário:

LuMa disse...

Se havia 5 anos que se encontrava nessa condição, certamente não foi a crise e nem desemprego. Precisava era de um médico, pois isso tem nome. É depressão. E num estado sem retorno. A esta altura, nem emprego e nem uma casa confortável são capazes de reverter a depressão. É um mal invisível.