Ora, bolas

Que eu acho essa copa 2010 bem chinfrim, já leram por aqui.

Aí ficam os milionários reclamando da bola.

Se eu ganhasse o que esses caras ganham pra jogar bola 200 minutos por semana e faturar muito e muito para fotos e caras e bocas em publicidade, eu me sentiria na obrigação moral de escrever um Dom Corleone de manhã, uma Família Buendía à tarde, dois Baudolinos antes do Jô.
Mas eu não tenho moral, muito menos talento e fico nessa, por aqui mesmo. É como não passar nem na peneira do Íbis.

Imagina se o Michelangelo diz pro papa que olha, não vai dar pra pintar teto de capela nenhuma. Só se a gente pintar no chão e depois virar e erguer. Que tal, Papito?

E os caras reclamam da bola.
Parece também discussão de donos de Ferrari e Lamborghini.
Acelera e some, mané.
Com essa grana, pelo menos umas dez seleções teriam que ser campeãs simultaneamente para valorizar o prazer que temos (ja tive mais) de ver uma partida de futebol.
Se é pra reclamar de alguma coisa no futebol, tem que reclamar dos estádios que nós já construímos para a copa 2014. Todos com mais de 30 anos. E depois dizem que não estamos com o calendário adiantado.
Fifa que o pariu.

Um comentário:

Gustavo disse...

ate ano passado detestava futebol.
ano passado virei colorado, sei la porque, e me empolguei com o esporte, um pouco.

mas gostar de copa do mundo e olimpiadas e afins e algo que se constroi ao longo de muitos anos de inconsciente coletivo televisao conversa de escola e trabalho...


se nao gostou ate os 20, nao gosta mais. achou.