Minhas Mães e Meu Pai (2010)


O casal gay Nic (Annette Bening) e Jules (Julianne Moore) têm um relacionameno estável até que seus filhos resolvem ligar para o banco de esperma - de onde foram gerados - para saberem do pai biológico. Excelente idéia num filmão onde todo mundo deu um baile de interpretação e profissionalismo.
Dizem que foi um tapa na cara dos liberais californianos que começaram a mostrar sua verdadeira face conservadora nos últimos anos com muitas uniões gays mantendo-se estáveis e duradouras onde os mesmos tais liberais de fachada achavam que seria mero modismo. Também fica claro que certos problemas de relacionamento não são hetero ou homo, são apenas problemas humanos.
O que também é evidente é que o cinema americano precisa do Festival de Sundance e de seus produtores e diretores independentes até que Hollywood os engula. E quase todos são e querem ser engolidos.

Um comentário:

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

bela resenha, gostei muito, e condiz com o filme