Livros discos vídeos à mancheia




Todos os livros estão à minha esquerda.
Na medida em que as coisas vão acontecendo, humores, canções, céu claro, qualquer coisa, os livros mudam de lugar.
Já tentei botar ordem no pardieiro - ou estante - mas é sempre papelada mutante-metamórfica porque tem alguns que tiro, passo os olhos, leio até a página 49 e voltam pra estante por desinteresse ou desbaratino - por displicência ou desleixo, nunca no mesmo lugar. Mas seria bom.
Uma ordem possível foi por autor. Isso me parece óbvio. Depois, por tamanho, os grandes nos cantos. Ok, dura uma semana, depois volta o caos.
O que facilitou a minha vida foi colocar os que nunca mais vou ler lá embaixo de tudo porque os aqui em cima são na altura dos olhos.
Me sinto um mequetrefe quando começo a empilhar livros horizontalmente em outros que estão dispostos verticalmente. Nesse meio horizontal começo a incluir envelopes disso e daquilo, holerites, álbuns de fotos e selos, cds, dvds, rolo de durex, revistas.
É impressionante como coisas empilhadas aleatorio-toscamente conseguem ficar imóveis, sem cair, por longos períodos de tempo.
Fisicamente falando, lixo é matéria fora de lugar.
Livro e papelada fora de lugar é auto-sacanagem.
Tem aquela crônica do Luiz Fernando Veríssimo onde ele conta que foi a um hotel e não tinha nem bíblia para ler. Nada. Foi ao banheiro e ficou lendo instruções de água quente.
Aqui no Japão, ao invés de bíblia, tem um livro budista bilingue, inglês/japonês.
Uma coisa chata que estava acontecendo com essas mudanças dos livros na estante era que a foto da Anne Frank estava me encarando há alguns dias. Isso estava me entristecendo e não sabia porque.
Troquei pela cara maravilhosa e esguia do Drummond.

3 comentários:

Palavras Vagabundas disse...

Nei,
tenho atualmente uns 500 livros, na última mudança doei uns 200, sabe quanto eles duraram arrumadinhos, os dois dias que eu os desencaixotei e coloquei na estante, rs mas prometi que qualquer hora eu arrumo...
abs
Jussara

Rita disse...

Nei, por favor, não me fale em papelada e livros fora do lugar...
Minha lista de deveres assim aumenta. E muito! kkkkkkkk
Besos

Luciana Vannucchi de Farias disse...

Nei, sinta o drama: sou desenhista, casada com animador, mãe de duas filhas que passam o dia desenhando mangás. Você tem noção da quantidade de papel que se acumula aqui em casa?????

Nem falo dos meus livros e CDs, se bem que os CDs eu subi pra uma prateleira alta pra substituir as enciclopédias que as minhas calopsitas roeram agora não se bagunçam porque o pessoal fica com preguiça de pegar lá em cima, hahaha.

Beijocas...