A felicidade

Hoje lá pelo meio dia, duas da tarde, fez um calor super hiper trágico úmido daqueles de umedecer água.

E o suor escorria pela cara pingando pelo queixo, pela ponta do nariz. Testa encharcada, peito grudando na camiseta dry - uma ova - e mais e mais.

Antes da tempestade de verão o verão resolve chover por dentro das pessoas e escorrer para fora.

Fico aqui imaginando lá no antigamente subsaariano quando o velho antepassado pegou uma folha larga e se abanou e descobriu que aquilo refrescava.

Deve ter sido uma felicidade, não?

2 comentários:

rnt disse...

"Antes da tempestade de verão o verão resolve chover por dentro das pessoas e escorrer para fora. "


porra, Nei, essa foi épica!

Nei kS disse...

Nada. Foi com raiva.