Mondocani está cansado neste Natal

Mondocani leu na internet que morreu o Sérgio Britto. O ator, não o músico dos Titãs.
Mondocani também não sabe se o ator tocava algum instrumento ou se o músico já atuara em alguma peça, filme ou propaganda de tv. Isso poderia confundir as partes, o morto e o vivo.
Mondocani se pergunta se o fato de alguém saber tocar algum instrumento musical, seja gaitinha ou flautinha soprano de loja 1,99 o faz merecer o título de músico.
Ou também se alguém que aparece numa propaganda de tv segurando uma lata de chocolate em pó o faz ator.
Mondocani sabe que o ator morto fez uma adaptação de uma peça que virou uma outra adaptação chamada "Águas Claras".
E as águas desse palco contribuiram para o alterego de Mondocani ser quem é.

Isso merece um solene respeito ao homem e artista Sérgio Britto.

Mondocani também leu que morreu um carnavalesco.
Mondocani já tinha lido em outro lugar - e em outra ocasião - que quando morre um carnavalesco, ele vira purpurina.
Também leu que a presidente Dilma disse que o carnaval ficará mais triste com a morte de Joãosinho Trinta.
Mondocani gostaria de perguntar a ela: mas Presidente, carnaval não é triste?

Morreu aquela cantora Évora.
Dizem que o som era bom. Mondocani nunca ouviu nada assim assim.
Mondocani percebe por aí que as pessoas louvam os mortos por suas obras enquanto vivos. Parece óbvio e é.
Mas não dá pra louvar o trabalho de alguém que não lhe apetece o coração ou que lhe fez mudar tanto enquanto tocava no rádio do carro que o faz virar uma esquina errada ouvindo tal canção.
Essa moça Évora merece mesmo descansar.

Mondocani também está cansado, mas vivo.

Tem também o cachorrinho que foi espancado. Mondocani assistiu o vídeo numa manhã, tomando um café preto e forte.
A cafeína e a cena nauseabunda reagiram de tal forma na cabeça de Mondocani que ainda não passou.
Provavelmente a cafeína já tenha virado xixi, mas a vaca arrombada daquela biscate de Goiânia espancando o cachorrinho ainda não.
Enquanto via as cenas, Mondocani pensava numa canção do Roberto.

"Quero ver você de perto, quero ver você de perto".

Se Mondocani visse aquela mulher de perto, sabe que não ia ser nada bom para ela.

Nem para ele. Provavelmente iria puxar uma cana depois de vê-la.

Em várias partes do mundo, a arte ficou menor por conta dessas três mortes.
E o coração das pessoas muito menor por causa da dor do cachorrinho.

É, Feliz Natal.



Nenhum comentário: