A primeira de 2012

Há muitos anos fui a espetáculo teatral baseado na obra de Erik Satie. Foi na sala Guiomar Novaes. Lembro que o Bado foi. Diz ele que foi uma grata surpresa e quem articulou esse encontro musical foi o Vespa.

É estranho porque não me lembro do Vespa, mas me lembro do Bado e dos nossos comentários depois do lance todo.

Essa foi a primeira música que ouvi em 2012. Teve alguma coisa na tv, mas música incidental não vale, vale mesmo é a trilha sonora que a gente escolhe para viver.

Escolhi Erik Satie porque vinha querendo comprar um cd há algum tempo. Tem também o fato de que

lá na Apollo, quando o Suzuki conclui a afinação de um piano de cauda, ele toca essa, principalmente quando é um daqueles alemães com o preço de um apartamento.

Eu até paro de trabalhar. As três Gymnopédies, principalmente a #1, é  uma das coisas mais belas já criadas pelo homem, pela ciência e arte humana.

E dizem, ou sinto, que o primeiro dia do ano é determinante para criar um padrão do que seremos nos outros dias até o final de dezembro.  No ano passado foi So What do Miles.

Superstição, claro.

Mas de uns anos pra cá, tenho achado que todos os dias são uma espécie de primeiro dia de algum ano paralelo que preciso ter e criar. É como se pudesse recriar essa esperança que abraça o mundo.

É um jeito particular de não deixar a peteca cair.

Está tocando Satie aqui do lado. É a mesma versão que está no link abaixo.

O pianista Aldo Ciccolini gravou toda a obra de Satie para piano. É uma interpretação mais enxuta. limpa, sem muita abstração ou recheio - dedo - desnecessário. A simplicidade é uma das características marcantes do compositor, por isso os floreios apenas atrapalham a singeleza da partitura.

E boa viagem.

ERIK SATIE









Um comentário:

Eliane F.C.Lima disse...

Valeu a dica, Nei: fui ao Youtube conferir. Parabéns pelo bom gosto. Não conhecia.
Imagino que deveria haver um vídeo em seu blogue. Para mim não aparece.
Agora já sei que eu e você teremos um 2012 cheio de paz.
Eliane F.C.Lima (Literatura em vida 2)