Desinformação deformando informação

Acompanho três sites de notícias japonesas em português, escrito e dirigido por brasileiros residentes no Japão.

Tudo bem que não citem nada do intelectual Millôr Fernandes, afinal, ninguém é obrigado a ler um livro.

Mas tem o cartunista Millôr Fernandes. Oquei, ninguém leu a Veja nos anos 70 e 80 para saber que ele publicava lá. Tem gente que nasceu bem depois disso.

Mas um veículo informativo criado e escrito por jornalistas (?), não dar sequer uma notinha de rodapé sobre um dos criadores do Pasquim, o jornalista Millôr Fernandes, é de mandar tomar no cu.

Então tá mandado.

II

Aí eu mesmo me pergunto: acompanho esses sites pra que?

- Pra saber onde não ir, nunca fazer igual e só pra ver se o Imperador tá melhorando de saúde.

3 comentários:

Diva L. disse...

Ihhh, então tá mandado ao cubo.

Bjs

rodrigo tomé disse...

O jornalismo quer ser pop, tão pop, que não lembra mais dos seus. Renega o passado e segue às cegas em direção ao abismo. É lamentável. Já acessou o site "Observatório da Imprensa"? Alberto Dines e uma pá de gente destrincha as "notícias" de maior circaulação. É ótimo.

Anônimo disse...

Ei ney , sou o cara do produtos brasileiro ,nao vendo compro pouco mais como pratos feitos com ovo queimado,takahashi, amigo do pica pau.. na uni qlo ta vendendo camisa do miles lembrei da entrovenga ..girooo girooo... e da arte mutua porque tambem ta vendendo estampado do andy warhol, nao sei se agrada é pop eu sei é pop ;mais é arte tambem.. falando em jornalista. millor defininitivo.... Em qualquer lugar é facil reconhecer um jornalista;é o que esta falando mal do jornalismo.