Parnasianamente exausto

Depauperado estou, mancebo.

Sacripantas! Sacripantas!

Ostento tal excesso na labuta que não convém.

- Vai dormir, porra.

Nenhum comentário: